[T&S] Resenha Literária| Um Dia – David Nicholls

UM DIA – DAVID NICHOLLS 

Eu sempre gostei muito de ler, livros, revistas, tudo que tivesse letras eu devorava. E

é em um universo assim que um leitor cresce. Cercado de amigos que poucos conhecem, parecendo até meio solitário, mas sempre com um livro na mão. Quem de longe vê mal imagina o que se passa na cabeça de uma pessoa com uma arma tão grande que é a leitura. A cada livro um amor novo, um inimigo novo, um mártir novo, uma nova realidade para ser quem você quiser. Livros te levam além de qualquer fronteira, especialmente livros bons. Aqueles que mexem com você a cada página e te arrancam suspiros das mais diversas situações sem ao menos você perceber. Pode parecer muito mainstream, melodramático e desnecessário dizer tudo isso, mas não é.

O livro que eu vou falar hoje é um mix de todas as emoções, desde amor profundo a desilusão pesarosa. Perdas e recomeços. Um dia é assim. Dia 15 de julho, um dia qualquer de um ano de 365 dias para quem ainda não conheceu Emma e Dexter, mas um dia com um significado profundo para quem acompanhou cada 15 de julho junto com esse casal… não perfeito, diria até muitas vezes totalmente do avesso, mas real, como a vida, cheio de falhas.

Emma e Dexter acabaram de se formar e suas cabeças estão nas nuvens de tanta expectativa. Dexter pretende ganhar o mundo, conhecer de tudo um pouco, ficar rico e se tornar um quarentão cheio de charme. Emma quer ir a Londres, se tornar escritora e poder viver uma vida tranqüila com alguém que ela ame ao seu lado, alguém que a muito tempo tem sido Dexter. Mas como sonhos tão distantes com pessoas tão diferentes poderiam de alguma forma dar certo? Não há. E são esses desencontros e encontros sempre datados em 15 de julho de algum ano que são retratados.

O livro pode parecer simples, mas a maestria com a qual David Nicholls leva o livro é digna de nota. Cada página, cada diálogo é marcado por uma realidade tão forte, tão forte que às vezes chega a doer no leitor, doeu em mim. Sem fantasias David descreve as várias voltas que a vida dá até conseguir juntar pessoas diferentes, de mundos diferentes de uma maneira que dê certo, que funcione. O livro retrata fielmente histórias de aprendizado, de reconhecimento, de amor, de dor e de recomeços. Não tem como não se apaixonar por Emma, não tem como não se encantar com Dexter e definitivamente não há como não se comover com a história e seu enlace que por vezes tão simples, mas sincero de uma maneira linda que nos transporta para as viagens, brigas, carinhos, tudo que envolve os dois.

É um livro que ensina, que mexe com quem lê. A leitura pode parecer simplória demais, mas não se deixem enganar. Continuem e aproveitem cada página desse livro que como qualquer livro bem escrito tem o poder de transformar o leitor, de fazer refletir e como sempre de emocionar. E nos fazer perceber que a felicidade pode estar ao lado pedindo para entrar.

Resenha escrita por
Letícia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s